sexta-feira, 28 de outubro de 2011

batata assada como tantas batatas assadas, mas...

...essa batata tem um cheiro delicioso que é impossível resistir. Foi a minha amiga Paloma, que não entende muito de cozinha, mas aprendeu a fazer essa batata  (com algum cozinheiro da TV) e tratou de me ensinar.
Quando tira-se aquele papel alumínio de cima, o cheiro bom que vem é inexplicável! Eu acho que o alho, levemente amassado com casca, solta um aroma todo diferente. E aí combinado com o alecrim, fica essa coisa.

A receita é:
Coloque as batatas cruas numa assadeira, regue com azeite, sal a gosto, alecrim, coloque entre elas uns alhos amassados com casca e tudo. Pode-se colocar também uns pedacinhos de manteiga aqui e ali. A receita é essa, mas eu acrescentei essas cenourinhas orgânicas, tomates, tomilho fresco e pimenta moída na hora. Basta cobrir com papel alumínio e assar em forno médio. Depois que estiverem macias ao espetar o garfo, tirar o papel alumínio e deixar mais um pouco no forno para dourar.
Tá aí, super fácil e muito saboroso! Aqui eu não usei a manteiga, quis fazer um prato vegano (sem ingredientes animais).





Bon apettit e um lindo final de semana!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

segunda sem carne :)

Estava dando uma olhadinha no blog Cantinho Vegetariano (que tem ótimas receitas) e descobri que a Prefeitura de São Paulo, está em uma parceria com a Secretaria do meio Ambiente, com a Sociedade Vegetariana Brasileira e vários restaurantes para promover a campanha Segunda sem carne.
Achei a iniciativa bem bacana e gostaria de compartilhar o site oficial, onde é possível encontrar um guia de restaurantes que aderiram à campanha: www.segundasemcarne.com.br


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

dica de menu vegetariano para o fim de semana

Moqueca de palmito pupunha

Se existe um prato que eu adoro comer e fazer é este: moqueca de palmito pupunha. O cheirinho que se espalha pela casa é uma delícia e o resultado final, nem se fala! Pode ser feito com palmito pupunha in natura ou em conserva (neste caso, diminuir o sal da receita).

Aqui eu peguei uma receita de moqueca tradicional, mas no lugar do peixe, coloquei rodelas grossas de batata e de palmito. Na minha moqueca não pode faltar: pimentão verde, vermelho e amarelo, cebola, tomate, batata, palmito, coentro, azeite de dendê, azeite de oliva e leite de côco.

Montei camadas dos ingredientes vegetais em rodelas, colocando um pouquinho de sal e coentro entre uma camada e outra. Depois reguei tudo com azeite de oliva, um pouco de dendê e leite de côco. Tampei a panela e meia hora depois estava pronta e com um cheiro delicioso! Humm!

Só me falta agora, uma bela panela de cerâmica pra poder levar a moqueca à mesa com o charme que este prato coloridíssimo merece!

Com arroz branquinho fresquinho e uma boa farofa, fica perfeito. Esta farofa eu fiz com manteiga, cenoura ralada, milho verde e salsinha. Ficou bem molhadinha e saborosa.




E para a sobremesa, minha dica é uma boa torta de ricota. Peguei uma receita tradicional e fiz algumas modificações. A receita ficou assim:

Torta de ricota com passas

1 ricota de aprox. 500 gramas
1 lata de leite condensado
3 ovos
400 ml de leite de soja sem sabor
1 colher de sopa de margarina
2 colheres de sopa de amido de milho
um punhado de passas brancas ou damasco picadinho
2 colheres de sopa de açúcar orgânico

Bater tudo no liquidificador, exceto as uvas passas. Colocar em refratário untado com margarina e salpicar as uvas passas ou a fruta que desejar. Levar ao forno já quente em temperatura média até dourar.



Um ótimo final de semana a todos! ;)

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

pirão de banana com farinha de mandioca (sem glúten)

Essa é uma receitinha que aprendi, do tipo que se passa pra frente no boca a boca, conversando, enfim, simples e uma delícia! Não tem segredo, muito fácil de fazer e perfeita pro café da manhã.

Ingredientes:

- aprox. meia colher (sopa) de margarina
- 1 banana nanica
- aprox. meia colher (sopa) de requeijão (opcional)
- farinha de mandioca torrada
- frigideira anti-aderente

Refogar a banana picadinha com a margarina e quando ela estiver começando a desmanchar, colocar o requeijão (ou pedacinhos de queijo). Dar uma rápida mexida, juntar a  farinha de mandioca torrada até dar ponto. Ela tem que ficar meio úmida, mas não muito mole. Em seguida, prensar a massinha com uma colher contra a frigideira para formar uma espécie de panqueca, deixando dar uma leve tostada dos dois lados.
Posso até sentir o cheirinho que fica pela casa, humm, água na boca!





Bom, a receita é essa, muito fácil e deliciosa, se fizer me conta?


sábado, 1 de outubro de 2011

torta fácil de liquidificador sem ovos

Fiz essa receita AQUI, do site Chubby vegan e adorei. Esta foi a segunda vez. Usei aquilo que tinha na geladeira para fazer o recheio: milho, cebola picadinha e cenoura ralada levemente refogados na manteiga. Ficou uma delicia! Essa receita rende uma torta pequena, pra uma forma de uns 20 cm de diâmetro, mais ou menos. 



Ps. sempre que faço torta salgada, coloco gergelim por cima, sobre a massa ainda crua. Fica bem bom!

Bon apettit !