quinta-feira, 5 de setembro de 2013

tempo de laranjinha kinkan

E a geléia de laranjinha kinkan está virando tradição da família... o irmão traz o cesto de laranjinhas lá da terrinha dele e a gente faz a geléia!

Já publiquei antes a receita aqui no blog que é a seguite:

Receita da geléia adaptada do blog Come-se:

Chimia de kinkan ou geléia de kinkan da Mariângela (com algumas pequenas modificações - preferi picar a kinkan em vez de triturar, por exemplo)

350 g de kinkan
1,5 xícara de água
150 g de açúcar
Lave bem as laranjinhas, tire a parte do cabinho e corte em quatro. Tire as sementes e embale-as numa trouxinha de pano. Pique com uma faca a polpa. Coloque a laranjinha picada, as sementes e a água numa panela de aço inoxidável. Cozinhe até ficar macia (cerca de 10 minutos). Tire a trouxinha. Junte o açúcar e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até ficar cremosa. Sirva com torradas, pão indiano ou o que a imaginação mandar.


Rende: Cerca de meio quilo.


Obs. escaldar os potes de vidro com água fervendo e virá-los sobre um pano limpo antes de colocar a geleia, mata as bactérias e faz com que a geleia dure mais.


Mana, carinhosamente "Nega" fazendo geleia comigo


E aqui eu, mais uma vez. Desta vez, rendeu nove potes rapidamente distribuídos entre queridos.



Vale lembrar que, havendo paciência, pode-se tirar aquele fio branco amargo que tem no meio da laranjinha. Fizemos este ano e ficou melhor do que nunca.

Essa geleia pode ser servida como geleia mesmo, com torradas, biscoitos, bolos no café da manhã, ou como um chutney para acompanhar algum prato salgado como as deliciosas samosas indianas ou ainda canapés com queijo brie, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário