quarta-feira, 25 de novembro de 2015

bolinhos de cacau com ganache e nibs de cacau

No post anterior, comentei sobre uma receita em que se pudesse usar as claras que sobram quando se faz o leite creme, ou algum outro doce com gemas, ou um molho carbonara, ou muitas coisinhas mais. As claras, se colocadas em recipiente hermético e estiverem sem resquícios de gema, duram, na geladeira, até sete dias. 
Então, você pode comer o seu leite creme e, quando ele acabar, fazer outro doce! Considerando a receita básica do leite creme que você pode conferir aqui  e levando em conta que fiz essa receita dobrada, restaram-me 4 claras. Foi com essas 4 claras que fiz essas delícias abaixo. E elas desapareceram rapidamente, desperdício zero. 

 Vamos aos ingredientes:

1 xícara de chá de açúcar
1 1/2 xícara de chá de farinha de trigo
1/2 xícara de chá de cacau em pó
1/2 colher de sopa de fermento em pó 
1 pitada de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
1/2 xícara de chá de óleo
1 xícara de chá de água fervente
4 claras em neve

Misture bem todos os ingredientes secos, acrescente o óleo e em seguida a água, aos poucos, misturando bem. Por último acrescente as claras em neve e incorpore-as com cuidado para que não desmanchem muito. Levar em forminhas de papel (cada uma delas dentro de uma forma para empada para que não abra demais quando você colocar a massa) em forno pré aquecido, médio, por aproximadamente 25 minutos ou até espetar o palito e sair seco. Rende 12 bolinhos.

Para a cobertura de ganache:

1 caixinha de creme de leite leve
2 colheres de sobremesa bem cheias de cacau em pó
2 colheres de sobremesa de açúcar
1 colher de sobremesa de manteiga

Misture todos os ingredientes levando ao fogo até ficar homogêneo. Isso deve dar uns 5 minutos fervendo em fogo baixo e mexendo sempre.

Caso você encontre esses Nibs de cacau orgânico da Amma, compre correndo! Não costumo fazer propaganda, mas são eles que estão em cima dos bolinhos da foto abaixo e eles deixaram a cobertura mais incrível ainda. :P





Se você tiver um bico de confeitar de inox, ele pode servir pra fazer furinhos nos bolinhos e dentro desses furinhos você pode colocar, com a ajuda de um saco de confeitar, recheio em cada bolinho!

Fiz isso de uma outra vez, como você pode ver na foto abaixo.


E então, pronto, basta chamar quem você quiser e comer do seu jeito. Uma coisa é certa: impossível comer um só. E é fofo pra dar de presente. E pra fazer mini festinhas (basta dobrar ou triplicar a receita). 

terça-feira, 17 de novembro de 2015

leite creme com abacaxi

Uma vez que você prova leite creme, sempre vai querer mais. E dia desses inventei de fazer esta versão mais fresquinha, pra servir de sobremesa agora no verão. Foi a sobremesa de um dia com amigos queridos, em que fizemos a primeira paella pra um jantar muito especial. 

Minha dica pra ficar mais especial é peneirar muito bem as gemas e não abrir mão da casquinha de limão siciliano e de um bom leite (aquele de garrafinha,  pasteurizado).

Ingredientes:

-1 abacaxi pérola
-100 g de açúcar cristal orgânico

-750 ml de leite pasteurizado
-3 gemas de ovo caipira peneiradas
-5 colheres de sopa de açúcar cristal orgânico
-2 colheres de sopa de amido de milho
-1 fava de baunilha
-cascas de limão siciliano 

Primeiro descasque bem o abacaxi, tomando o cuidado de retirar muito bem os espinhos. Corte em cubos médios, descartando a parte do meio. Leve os cubos de abacaxi ao fogo com 100 g de açúcar e deixe que cozinhe, mexendo sempre que necessário. Você saberá que o abacaxi está bom quando ele ficar transparente. Coloque esse abacaxi cozido e quase sem calda no fundo de um refratário ou em taças individuais e reserve.
Coloque em uma panela o leite, as cascas de limão e a fava de baunilha (cortada ao meio no sentido vertical para que se abra e saia o sabor). Deixe ferver um minuto e desligue. Descanse esse leite com a fava e as cascas de limão por 15 minutos para que fique aromatizado. Enquanto isso, coloque as gemas na peneira e deixe que elas escorram sozinhas, ficando na peneira só a pele que recobre a gema. Retire uma concha do leite (que já deve estar morno) para um recipiente, acrescente as gemas peneiradas e o amido de milho, misturando bem com um pequeno fouet para não empelotar e, só então, coloque essa parte do leite com as gemas e o amido de volta na panela. Por fim coloque o açúcar e leve ao fogo até formar um creme que começa a querer desprender-se do fundo da panela. 
Feito o creme, você deve retirar as cascas de limão, a baunilha e colocá-lo sobre o abacaxi. Leve à geladeira por pelo menos duas horas e sirva assim ou polvilhe açúcar cristal e use um maçarico para "queimar" esse açúcar. Rende 8 porções.




observações: 

-evite usar baunilha artificial, acredite, a diferença é enorme!

-resolvi deixar a minha fava de baunilha dessa vez, acho até que o visual ficou bacana e bem perfumado;

-guarde as claras na geladeira, elas duram 7 dias se estiverem bem separadas das gemas em pote hermético; em breve uma receita com as 4 claras que vão sobrar do leite creme! :)


segunda-feira, 9 de novembro de 2015

torta de palmito rápida sem glúten

Olá,

Hoje vim trazer uma receita super rápida, que fiz a olho e tentei reescrever em medidas caseiras, pra facilitar a vida. Das tortas sem glúten que já fiz, esta foi a que ficou mais cremosa e úmida, coisa que nem sempre é fácil conseguir com farinha de arroz e afins.

Ingredientes do recheio:

-1 colher de sopa de azeite
-1 cebola pequena em cubinhos
-1 vidro de palmito em cubinhos
-1 punhado de alho poró em fatias finas
-3 colheres de sopa de extrato ou passata de tomate
-1 colher de sopa de leite de coco
-1 pitada de curry
-sal e pimenta do reino quanto baste
-1 colher de sopa de azeite

Primeiro prepare o recheio. Refogue a cebola com azeite, junte o alho poró, o curry e em seguida os demais ingredientes. Se necessário, acrescente 30/40 ml de água para que não grude na panela e seu recheio fique cremoso. Deixe refogar por 10 minutos e desligue.

Ingredientes da massa:

-2 ovos
-2 colheres de sopa de óleo
-3/4 de xícara de leite (pode ser de soja ou de aveia)
-1/2 xícara de amido de milho
-1/2 xícara de farinha de arroz
-1 pitada de sal
-pimenta do reino quanto baste
-1 colher de sobremesa de fermento em pó

Em um recipiente bata os ovos, tempere com sal e pimenta. Acrescente o leite, o óleo, o amido e a farinha de arroz, batendo com um fouet para evitar que fique engrumado. Por último acrescente o fermento e misture bem. A massa deve ficar quase líquida, como um molho. Forre o fundo de uma forma de 26 cm de diâmetro com a massa, espalhe o recheio sobre ela, distribua o restante da massa sobre o recheio e finalize como desejar. Desta vez usei rodelas de tomate e cebola bem finas e salpiquei tomilho. Você pode finalizar com queijo de sua preferência ralado, gergelim, etc.

Não se esqueça de untar previamente a forma com manteiga e farinha de arroz ou farinha de fubá, pois a sua torta é sem glúten. Essa torta é uma ótima pedida para pique niques e pra levar de lanche para o trabalho.


Outra sugestão de recheio:

-200 g de queijo frescal em cubos
-meia cebola em cubinhos
-3 colheres de sopa de passata de tomate
-3 colheres de sopa de creme de leite
-salsinha, cebolinha, pimenta do reino e sal a gosto
-1 punhado de alho poró em fatias finas

Misture todos os ingredientes em um recipiente e use para rechear a torta. Este recheio não deve ser levado ao fogo, por causa do queijo. 



Esta é a torta feita com essa segunda dica de recheio, que fiz pra testar as quantidades da massa e está comprovado: é a melhor receita desse tipo de torta sem glúten até o momento.