terça-feira, 26 de janeiro de 2016

tabule de quinoa

 Adoro essa salada que é muito refrescante e combina demais com o verão. E, se você, por alguma razão, quer ou precisa substituir o trigo do tabule, quinoa é o ideal. Caso tenha interesse, a internet está repleta de artigos sobre os nutrientes da quinoa, que não são poucos. Ela é rica em proteínas e aminoácidos essenciais e, entre outras muitas coisas, é antioxidante e ajuda a aliviar os sintomas de tpm. 

Tradicionalmente, o tabule é feito com pepino e tomate. Só que na minha versão de tabule eu coloco também pimentão verde. Caso você encontre o amarelo, melhor ainda, assim seu tabule vai ficar mais colorido.

Ingredientes:

- 1 xícara de quinoa em grão 
- 1 tomate grande sem sementes em brunoise (o menor cubo)
- 1/2 pimentão verde ou amarelo em brunoise 
- 1 pepino pequeno sem sementes e com casca em brunoise
- 1 cebola pequena em brunoise
- 1/2 xícara de salsinha picada
- 1/2 xícara de hortelã picada
- suco de 1 limão
- 1/2 xícara de azeite extravirgem
- sal moído (marinho) a gosto

Cozinhar a quinoa em água e pouco sal por 18 a 20 minutos em fogo baixo.
Escorrer bem, espremer contra uma peneira para retirar toda a água.
Em uma tigela, misturar todos os ingredientes com a quinoa menos o limão e azeite.
Misturar bem, salgar a gosto e regar com o azeite e o limão na hora de levar à mesa, misturando novamente. 




Aqui na segunda foto, puro amor: nossas próprias alfaces que cresceram em vasos na nossa horta urbana :)

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

pão de abóbora

Pão é uma das coisas que eu mais amo fazer, é algo que mexe com as lembranças da minha infância relacionadas a coisas gostosas, confort food total. E uma delas é a broa de abóbora da minha mãe, dona Rosita, que já dei a receita AQUI. Esse pão que vou ensinar hoje, nada mais é do que uma versão salgada da broa de abóbora.

Ingredientes:

-500 g de farinha de trigo + 2 colheres de sopa
-aprox. 300gr de abóbora (1 prato de sopa cheio de abóbora cozida e amassada) 
-água do cozimento quanto baste
-5 colheres de sopa de azeite
-1 colher de sopa de açúcar
-1 envelope de fermento biológico seco 
-1 colher de chá de sal 

Prepare o fermento:

Em um recipiente pequeno coloque: as 2 colheres de sopa de farinha de trigo, o fermento biológico, o açúcar e 4 colheres de sopa da água do cozimento da abóbora ainda morna. Misture bem, tampe bem e coloque em algum lugar abafado por 15 minutos.

Prepare o pão:

Num recipiente grande ou numa superfície de pedra, coloque os 500 g de farinha, misture o sal. Faça uma cova no meio, coloque a abóbora e o fermento reservado que deve ter crescido e ficado aerado. Vá misturando bem e amassando (sovando) até que a massa fique bem homogênea. Além da abóbora amassada, pode ser que precise colocar mais um pouco de água. Utilize essa água ainda morna, para que o calor ajude o fermento a fazer efeito. O ponto da massa é macio e sem grudar nas mãos, se notar que ficou grudenta, significa que colocou água demais e, para corrigir, basta colocar mais um pouco de farinha. 

Quando a massa estiver bem sovada e lisa, coloque essa bola de massa em uma grande tigela e passe azeite nela toda para que não resseque. Cubra com um pano e coloque no forno previamente aquecido, porém desligado. Você vai aquecer o forno por uns cinco minutinhos e desligar, para fazer uma estufa pra esse pão crescer.

Após uma hora, a massa deverá estar com o tamanho dobrado e então é hora de dar o formato desejado, rechear, dividir em vários pãezinhos, ou o que sua imaginação mandar. Dado o formato desejado, polvilhe farinha na assadeira, coloque os pães com espaço de 4 dedos entre eles e deixe-os no forno desligado por mais 15 minutos, eles irão crescer mais um pouquinho! 

Por fim, asse-os em forno médio por cerca de 30 minutos, sempre observando as variações de forno pra forno.

Considerações:

- as 4 colheres de sopa de água podem não ser suficientes para formar um "creme" com o fermento e a farinha, então, coloque o que julgar necessário, pois sempre faço isso à olho e acabo não medindo ;)

- caso queira uma casquinha bem tostada, você pode passar azeite ou manteiga em toda superfície do pão um pouco antes de assar e aí você deixa ele um pouco mais de 30 minutos (uns 40/45 min) mesmo que forme uma casquinha escura embaixo dele;

- caso não queira o pão com muita casca, você pode simplesmente polvilhar farinha e não ultrapassar muito os 30 minutos de forno;

-você pode adicionar grãos ao seu pão, grãos de girassol são uma boa combinação com abóbora :)




Versão recheada do pão de abóbora por Carla (a outra canceriana cozinhadeira):

Ingredientes do recheio:

- 2 tomates em cubos sem sementes
- 1 cebola grande em cubos
- 8 dentes de alho em lâminas
- 2 ramos de manjericão fresco
- azeite para refogar
-  um punhado de queijo parmesão em lascas 

Refogue a cebola, o alho e os tomates com azeite até que a cebola fique transparente. Acrescente as folhas de manjericão fresco, as lascas de parmesão, misture e recheie o pão. Siga as demais instruções acima para finalizar o pão. 









E se sobrar pão, que tal um croque monsier ou um croque madame? Já falei dele bem AQUI.
Essa versão foi feita com recheio de ricota defumada, espinafre e muçarela, além do molho bechamel. Tradicionalmente ele é feito com brioche, queijo gruyère e presunto.