terça-feira, 29 de março de 2016

tofú assado picante da Carla

Olá,
Esse tofú era pra ser postado antes da páscoa, pois ele ficaria lindo fatiado e disposto num refratário comprido com um molho agridoce por cima. Seria uma ótima pedida para um cardápio festivo vegetariano. A Carla foi a inventora desse tofú que é super fácil e fica muito delicioso.

O resultado é uma casquinha picante por fora e sabor suave por dentro e a textura fica bem bacana. Principalmente se, assim como eu, normalmente você acha o tofú meio "aguado" (não sei se a palavra é bem essa). 

Bom, vamos à receita:

- 1 tofú inteiro
- 5 dentes de alho
- shoyu e azeite a gosto
- páprica picante ou pimenta (ou os dois) a gosto
- 1 colher de chá de gengibre ralado 
- cebolinha para decorar
- manteiga (opcional)

Faça uma mistura de shoyu, gengibre ralado, azeite, pimenta dedo de moça macerada ou páprica picante. Corte em lâminas ou esprema os dentes de alho e junte à marinada. Deixe o tofú de molho nessa marinada e vá virando para que ele pegue o sabor de todos os lados.

O shoyu e a pimenta vão depender de quanto salgado e quanto apimentado você vai querer o seu tofú.
O tofú é um alimento que demora para pegar gosto e ele vai ficar forte só na casquinha, lá no meio vai ficar bem suave. Então, nossa dica é, caprichar no tempero!

Levar ao forno em assadeira untada com azeite ou manteiga. Se o seu estiver com muito líquido da marinada, retire um pouco, coloque apenas um centímetro e reserve o restante para regar se necessário. Você pode acrescentar um pouco de manteiga também, na hora de ir pro forno, algo como uma colher de chá  (1ª foto).  

No forno, 40 minutos devem bastar para ele ficar pronto. 





nham, deu uma fome!

quarta-feira, 9 de março de 2016

cuscuz de tapioca com leite de coco caseiro

Um sábado desses eu levantei com vontade de bater perna lá na zona cerealista, então fui num empório daqueles que vende um milhão de coisas a granel, na rua Santa Rosa, e comprei tudo o que podia carregar. E voltei pela Rua 25 de março, num calor típico de verão às 13h, andando até o metrô São Bento, com a minha sacola tão cheia que ficava mais pesada a cada quarteirão, mas cheia de animação de cozinhar aquelas coisas todas. 
O caso é que lá encontrei a tapioca de bolinhas, que tanto tenho ouvido falar, as bolinhas que são menores que as do sagu e maiores que as de goma de tapioca. Elas não são muito comuns nos supermercados, ou pelo menos eu nunca vi. Ou tem sagu ou tem goma de tapioca. Mas enfim, aproveitei que eu tinha um coco seco descascado na geladeira e resolvi me aventurar. Achei a receita da Bela Gil, que eu adoro e, fiz umas pequenas modificações, claro, senão não era eu.  

Ingredientes:

- 500g de tapioca granulada
- 250g de coco seco descascado + água filtrada até completar 1 litro no liquidificador
- 1 xícara de açúcar orgânico
- melado de cana para decorar e servir

Coloque o coco em pedaços no liquidificador e complete com água fervente até a marquinha de 1 litro. Bata muito bem até o coco se desmanchar totalmente. Essa mistura vai ficar como se fosse leite de coco com coco ralado misturado. 
Em um recipiente, coloque a tapioca granulada e o açúcar, misture e, em seguida, acrescente o conteúdo do liquidificador ainda quente. Coloque em forma da sua preferência (passe a forma na água fria antes de colocar a tapioca - não precisa untar). Em seguida, tampe com um pano de prato molhado e deixe descansar até que todo o líquido seja absorvido. 
Quando estiver firme, desenforme e sirva em fatias com calda de melado de cana ou leite condensado. 



Essa é mais uma receita muito gostosa e com ingredientes bem brasileiros e saudáveis :)

terça-feira, 1 de março de 2016

moqueca de forno

Com a faculdade de gastronomia tenho aprendido muitas coisas sobre mim mesma, sobretudo em diferenciar as coisas que me agradam e as que não tenho interesse. É comum na faculdade a gente ter que fazer coisas que não estão dentro da nossa área de interesse. Mas, nas horas livres, posso escolher aquilo que quero pesquisar, estudar e testar na cozinha. 

Tenho a impressão que há muita gente empenhada em obter o título de chef e comandar uma cozinha, gente que almeja ter sucesso e fama na profissão. Mas me parece um mundo de muita vaidade e de acesso bem concorrido. Não que eu esteja acima disso tudo, na verdade acho até que sou bem vaidosa, mas ser uma boa cozinheira, que entende os processos, os ingredientes, que conhece os ingredientes do nosso país, que tem coisas tão maravilhosas, isso me parece ser o que mais me interessa de verdade. Cada vez mais busco aprender sobre os ingredientes e a comida do Brasil e como eles podem ser preparados de uma maneira saudável, com o máximo de ingredientes in natura possíveis. 

Sendo assim, aos poucos se concretiza o meu gosto por comidas do Brasil e alimentação funcional, além de um enorme desejo de entender mais e mais sobre plantas, especificamente as alimentícias, claro.

A receita de hoje é de moqueca, que pode ser de várias coisas.  A moqueca pode ser do que você quiser: de palmito, de caju, de jaca. Tem até moqueca de ovo. O que faz a moqueca ser moqueca é o leite de coco, o dendê, o coentro e os vegetais que vão nela. Essa que fiz foi de peixe e serve duas pessoas. Fazer assim no forno é prático e rápido, perfeito pra dias complicados.

Ingredientes:

- 2 filés de peixe frescos e grandes
- 1 pimentão amarelo pequeno
- 1 tomate grande e maduro em rodelas (ou tomatinhos como estes que ganhei)
- 1 cebola média (usei a roxa)
- 2 colheres de sopa de dendê
- 1/2 xícara de leite de coco
- azeite, sal, pimenta do reino e coentro a gosto

Coloque um fio de azeite no fundo do refratário, disponha a cebola roxa cortada em rodelas, os filés de peixe sobre elas, os demais vegetais em rodelas e o coentro em raminhos. Tempere com sal, pimenta, dendê e regue com o leite de coco. Leve ao forno médio, pré aquecido, envolto em papel alumínio, por 20 minutos. Depois retire o papel alumínio, regue com mais um fio de azeite e deixe mais 10 minutos. Sirva com banana da terra cozida, arroz branco e verduras.

A minha servi com banana da terra, repolho e batatas assadas e arroz. Também vai bem com farofa ;)