sexta-feira, 30 de setembro de 2016

salada morna de quinoa com cenoura, passas e alcaparras

Olá leitores :)

Agora sei que tenho leitores, ou ao menos visitantes, pois de um tempo pra cá, descobri que tem como ver as estatísticas de visitas dia a dia, aqui no blog. Sério, eu fiquei todos esses anos na ignorância.

Muitas coisas aconteceram de um mês pra cá, um mês para ter um momento sabático é bem pouco, já posso adiantar que ainda não concluí muitas coisas, nem pensamentos, nem pendências que eu tinha pra resolver. Mas estou caminhando. É difícil organizar o tempo viu, não é nada fácil.

Uma coisa é certa, estou muito feliz porque estou fazendo o meu TCC sobre gastronomia sustentável com utilização de alimentos pouco convencionais e PANC. Uma colega me procurou querendo fazer sobre gastronomia sustentável e depois chegou mais outra colega interessada em receitas sem lactose e eu aqui louca pra inserir as PANC. E então já entregamos nosso pré-projeto, que foi aprovado. 

Ah, nesse meio tempo eu também fiz a oficina de PANC da Neide Rigo que eu estava louca pra fazer à séculos e não conseguia por causa do meu trabalho (um emprego pode restringir bastante a vida do estudante). Eu simplesmente amei essa oficina e voltei cheia de plantas numa sacola, uma mãe de Kombucha, que eu também acabei de descobrir o que é, e um teco do levain da Neide, que quase levei ao falecimento esta semana. 

Algumas mudas pegaram muito bem, agora tenho bertalha coração, jambú, ora-pro-nóbis, capuchinha e manjericão anis. ♥

E assim sigo caminhando, esta semana estamos em provas, amanhã tem bolo pra entregar e por aí vou, entre panelas, louça suja, kombucha, café, latidos de cachorros e livros. 

E agora, uma receitinha de salada de quinoa diferente e super fácil.

Ingredientes:

- 1 xícara de quinoa em grão
- meia cebola picada
- 1 cenoura pequena ralada
- ½ xícara de alcaparras 
- ½ xícara de passas fervidas e escorridas 
- gotas de limão, vinagre balsâmico, azeite, sal marinho e pimenta, o quanto baste 

Em uma peneira, lave a quinoa e coloque-a pra cozinhar em água fervente com um pouco de sal por exatos 18 minutos, aqui é bom você usar um timer. Escorra, passe água fria filtrada e reserve.
Ferva por 1 minuto as uvas passas e escorra bem, descarte essa água e reserve.
Refogue rapidamente a cebola picada e a cenoura com uma colher de chá de azeite, para que murchem e fiquem mais suaves. 
Em uma tigela coloque a quinoa, as passas, as alcaparras, a cenoura e cebola refogadas e tempere com gotas de limão siciliano, gotas de vinagre balsâmico, azeite, sal marinho (ou sal rosa do himalaia) e pimenta do reino moída na hora. Fica uma delícia!


segunda-feira, 19 de setembro de 2016

bolo de frutas carameladas

Esta semana que passou, ganhei de presente umas carambolas orgânicas que não estavam lá muito doces. Pensei em dar um destino a elas que não fosse suco ou algo assim comum. Então me lembrei desse bolo de frutas carameladas que minha mãe sempre fazia com bananas (e há também quem faça com abacaxi) e me deu uma vontade danada de comer esse bolo. 
Fui direto no caderno de receitas da minha mãe, esse que aparece uns dois posts abaixo, e logo fiquei pasmada com a quantidade de açúcar do bolo. Além do caramelo, a receita dela leva três xícaras de açúcar pra duas de farinha. Engraçado, não me lembro de ser assim tão doce naquela época. O paladar vai mudando e vamos aprendendo coisas, que logo nos fazem mudar as receitas e, assim, uma receita vai se modificando ao longo dos tempos. 
Nas aulas de panificação e confeitaria, aprendemos que o açúcar nunca deve superar a quantidade de farinha, então fiz as modificações conforme a receita a seguir e garanto que o bolo ficou doce o suficiente pra contrastar com o azedinho da carambola e ficar harmonioso. Bom, ele acabou rapidinho. 

 Lá vamos nós à receita:

A primeira coisa que você vai precisar fazer é uma calda de caramelo e então você vai forrar o fundo de um refratário de vidro com essa calda. Ou, como eu fiz, vai colocar papel manteiga no fundo de uma forma redonda (a minha tinha 26 cm de diâmetro) untada com manteiga, pra grudar o papel manteiga e, sobre a folha de papel manteiga vai colocar a calda de caramelo. 

Calda de caramelo

-1 xícara de chá de açúcar
-1/2 de xícara de chá de água quente

Coloque o açúcar em uma pequena panela de fundo grosso. Derreta o açúcar em fogo baixo, mexendo delicadamente pra não deixar queimar, quando estiver todo derretido, coloque a água e espere que ferva um pouco até que a calda fique homogênea e em ponto de caramelo, mas não muito grosso. Cuidado, se seu açúcar queimar, sua calda ficará escura e amarga, então descarte e faça novamente. Ele deve ficar com cor de caramelo e sem amargor. 

Feito isso, forre o refratário escolhido conforme as instruções acima.

Frutas

- Sugestão: 3 bananas (cortadas de comprido) ou 6 carambolas ou 1/2 abacaxi em rodelas

Enquanto a calda esfria um pouco, você deve lavar as frutas, retirar as cascas ou, no caso da minha fruta escolhida, eu tirei só aquelas pontinhas duras que a carambola tem em cada extremidade do que parece ser uma estrela, depois de cortada. Então limpei as carambolas, sequei com papel toalha, cortei em rodelas e dispus sobre a calda forrando todo o fundo da forma e reservei. Conforme o caramelo vai esfriando, a fruta vai grudando nele e fica mais fácil dela não sair do lugar na hora em que você colocar a massa do bolo. 

Massa do bolo

- 3 ovos
- 3 colheres de sopa de manteiga
- 2 xícaras de açúcar (pequena modificação! ;)
- 2 xícaras de farinha de trigo
- 1 xícara de leite (ou leite vegetal)
- 1 colher de sopa de fermento em pó

Bata o açúcar com a manteiga, junte as gemas e o leite, batendo até ficar uma massa uniforme. 
Acrescente a farinha e as 3 claras batidas em neve, misturando com cuidado. Coloque na forma, sobre a fruta escolhida, com cuidado para não tirar as frutas do seu lugar (a esta hora elas já devem estar unidas ao caramelo que esfriou e ficou mais espesso). 

Observação: eu aromatizei o leite com um pouco do meu extrato de baunilha natural que fiz com fava de baunilha e rum. E também coloquei algo como uma colher de sobremesa de farinha de beterraba na massa porque eu queria minha massa cor de rosa. Deu mais ou menos certo. ;)







segunda-feira, 5 de setembro de 2016

bolos, bolinhos e bolões: o cardápio de bolos está no ar!

Olá,

Hoje vim aqui só pra dizer que o cardápio de bolos, bolinhos e bolões, já está no ar.

Aberta a temporada de aceitar encomendas.